Não me chame de primeiro mundo.

Eu gosto do fato das coisas mudarem, e se a Itália ainda fosse a mesma de 50 anos atrás deveria ser preocupante! E por uns lados ainda é.

A Itália mudou… mudou nesses anos que morei no Brasil, mas se formos falar das infraestruturas… bem aí não mudou praticamente nada… tudo está mais abandonados, com todas as marcas de uma época de evidente decadência.

As pessoas já mudaram um pouco mais, mas delas poucas evoluiram.

O povo está cada vez mais malumorado, sobretudo aqueles que estavam acostumados com tudo mais ou menos certinho, no lugar… bem esses são os que mais sofrem… aqueles que nunca tiveram que “matar um leão por dia” e aceitam tudo o que passa a tv.

Quando se fala de trabalho a questão é muito complicada, pois o mercado italiano é muito limitado pelas leis e pelas próprias cabeças dos imprendedores, onde muitos ainda vivem do passado e de uma Itália que nem conheceram.

Esse não é o primeiro mundo… não pense numa nação assim… a nossa sorte é que herdamos muito da nossa história, que ainda vivemos disso e que merece muito mais de nós… que dificilmente conseguiremos repetir no futuro… mas ainda temos umas excelências… umas pessoas incriveis no meio de uma sociedade discutível.

A Itália se parece com um lindo quadro, muito delicado, muito admirado, mas com a tela e a moldura que está se esmigalhando pelo descuido de seus admiradores.

Esse país merece muito mais, porque tem uma sorte que talvez nenhum outro no mundo tem.

Na imagem: a cidade abandonada de Pentedattilo, Reggio Calabria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s